Páginas

terça-feira, 9 de junho de 2009

Cinzas, apenas...



O cinza do céu

Nos foi presenteado

No âmbito da usura,

Como um ouro dos tolos venerado


O cinza do céu

Um verde no chão

O preto do véu

Já não importa mais


Os corpos vazios ostentam suas vaidades ao pé do mar

E ainda se acham no direito de lograr

O bem que por eles foi arrancado

Para o funesto desencontro entre o ter e o amar.

Bianca Monsores


2 comentários:

David Monsores disse...

Olá Bianca!

Fico super feliz em te ver escrevendo tantas coisas e refletindo sobre o mundo!
Considero isso um aprofundamento da vida.
"Veja o céu dessa manhã tão cinza..." é uma frase triste, como o mundo se está se tornando. Está se matando!

BeijO!

joao disse...

Vou ver se consigo comentar aqui.
kkkkkkkkkk
Po belas palavras sobre o mundo q vivemos,q está sendo morto por nós.
Somos suicidas em potencial, destruindo nosso lar.(peguei pesado \,,/)kkkkkkkkk
ae meu trabalho está feito eu espero(pq se eu ñ conseguir comentar de novo vou ficar meio chateado kkkkkkkkkkk)
Beijão
João