Páginas

quarta-feira, 9 de novembro de 2011



Honre a tua bandeira.
Defenda a justiça de firme punho,
Mas não fira a alvidez de teu nome.
Confie no que tens de mais brando
Para assim cumprires tua divina missão.
Não negue doar a luz a quem lhe roga,
Nem proferir a verdade em leve tom.
Ostente-se no que és em alma, porque és de paz
Honre a tua bandeira porque ela é branca,
Branca e nada mais.

Um comentário:

Luís Gustavo Brito Dias disse...

- amém!


ps: demais, não há palavras que caiba no meu comentário para dizer como eu me identifiquei com tudo isso.

obrigado.